top of page

Cuidados pessoais no varejo farmacêutico crescem 7,2%


Em comparação com 2022, a venda de produtos de cuidados pessoais nas farmácias avançou 7,2%. É o que aponta o estudo organizado pela Mtrix sobre o mercado no país.


Em suma, 2023 foi um ano positivo para o mercado farmacêutico quando o assunto é a comercialização de itens para personal care. Com exceção do volume de vendas, que caiu 5,5%, os demais indicadores fecharam no azul, como preço médio (13,5%), tíquete médio por loja (5,6%) e também o total de PDVs (1,5%).


Varejo farmacêutico é principal canal de cuidados pessoais


Não é de hoje que as farmácias deixaram de vender apenas medicamentos. E agora, o setor lidera até a venda de outras categorias, como a de cuidados pessoais.


Em 2022, 73.172 drogarias comercializavam a categoria e, no ano passado, com o crescimento pouco superior a 1%, esse total chegou a 74.302. Mas é a comparação com as perfumarias e lojas de cosméticos que mostra a força do setor.


“O avanço desse canal foi mais representativo – 2,6% no período – mas as farmácias ainda concentram a maior fatia do bolo. Atualmente, as farmácias detêm mais de três quartos do mercado”, comenta Fernando Figueiredo, diretor de desenvolvimento de negócios da Mtrix.


O Mercado de cuidados pessoais (representatividade de PDVs entre farmácias e perfumarias/lojas de cosméticos).

- Farmácia 18,55%

- Perfumarias/Cosméticos 81,45%

Fontes: Mtrix


1º trimestre foi o campeão de vendas

O estudo também apontou que o começo do ano passado foi o período mais fértil para esses produtos no canal farma. O problema é que o valor em reais caiu nos trimestres seguintes.


Norte liderou o crescimento

Apesar de todas as regiões terem registrado um avanço em 2023, o Norte do país apresentou maior crescimento em reais – 52,5%. Em contrapartida, o Sul teve o avanço mais modesto e evoluiu somente 2,6%.


Por: Cesar Ferro

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page