top of page

Farmácias associativistas da Febrafar faturam R$ 31,10 bilhões


As 68 redes de farmácias associativistas da Febrafar movimentaram o valor recorde de R$ 31,10 bilhões nos últimos 12 meses até fevereiro de 2024.


A participação de mercado no varejo farmacêutico também vem avançando rapidamente nos últimos cinco anos. De 12,3% de share em 2020, a entidade já detém representatividade de 15,4% neste ano, segundo a IQVIA.


Aumento de participação da Febrafar

2020: 12,3%

2021: 13,7%

2022: 14,3%

2023: 14,8%

2024: 15,4%


Os dados foram apresentados no jantar anual comemorativo da entidade, realizado nesta segunda-feira (dia 8) no Espaço Unimed, em São Paulo (SP). O evento mobilizou 1.556 convidados, entre executivos do varejo, da indústria e do atacado, além de líderes e representantes das principais entidades setoriais do país, como Abrafarma, Abradilan, Abrafad, CRF e Sindusfarma.


Com 15.329 farmácias, a entidade registrou crescimento de 16,6% em número de lojas, o que a credencia como o agrupamento com maior capilaridade de PDVs no Brasil. As lojas estão presentes em 26 estados e no Distrito Federal, em mais de 3.500 municípios.


A Febrafar também homologou a entrada de duas novas associadas neste ano: a DrogaShop, de Goiânia (GO), que contabiliza 80 PDVs; e a Rede Brava, de Pato Branco (PR), com 56 unidades. “Isso demonstra a força desse modelo, que proporciona às redes o acesso a condições comerciais mais competitivas e à troca de conhecimentos, algo que não seria possível se elas atuassem sozinhas”, comemora o presidente Edison Tamascia.


Os motores de crescimento das farmácias associativistas


Entre as várias ferramentas tecnológicas que dão suporte às rotinas e à gestão das farmácias associativistas, Tamascia relembrou que o ACODE (Acompanhamento Corporativo de Demanda) foi um dos primeiros processos de digitalização e captura de dados dos clientes. Trata-se de uma solução que integra informações entre as farmácias e as redes, permitindo uma análise segura do desempenho no varejo associativista.


Já o PEC – Programa de Estratégias Competitivas traz números superlativos que o habilitam como principal ferramenta de digitalização das farmácias. Nos últimos 12 meses até fevereiro, a plataforma contabilizou R$ 2,2 bilhões de venda bruta, 24,5 milhões de transações, 1,2 milhão de novos clientes e 53 milhões de consumidores cadastrados.


“Entender o comportamento do consumidor é uma vantagem crucial da digitalização. Conhecendo os hábitos dos clientes, é possível ajustar estratégias, personalizar ofertas e ampliar o nível de fidelização”, ressalta Tamascia.


O executivo acrescenta que a Febrafar, ao longo de 24 anos, vem desenvolvendo soluções inovadoras para otimizar administração, garantir compras assertivas e impulsionar as vendas. “A automação de processos internos favorece ganhos de qualidade e transforma a experiência do na loja”, finaliza.


Febrafar

Fundação: Fevereiro de 2000

Capilaridade: 15.329 farmácias em mais de 3.500 municípios de todas as unidades da Federação

Faturamento: R$ 31,10 bilhões

Share no varejo farmacêutico: 15,4%


Por: Ana Claudia Nagao

Posts recentes

Ver tudo

O consumidor brasileiro hoje

O sentimento e os hábitos de quem consome no Brasil É a hora e a vez dos “consumidores zero”: eles buscam experiências de compra omnicanal, são menos fiéis a marcas, poupam enquanto se permitem alguns

Comments


bottom of page