top of page

Lojas conectadas e opções de entregas sob demanda estão entre as principais tendências para o varejo


Segundo estudo da HPE Aruba Networking, provadores inteligentes e pagamento por autoatendimento cativam os clientes


Com o comércio eletrônico oferecendo uma concorrência cada vez maior, os espaços nas lojas serão redefinidos não apenas para se concentrar em maior satisfação e personalização do cliente, mas também em operações comerciais mais eficientes. Essa é uma das 5 tendências globais para o varejo apontadas pelo estudo da HPE Aruba Networking em parceria com a Foresight Factory.


“As lojas físicas se tornarão mais conectadas, com inovações que cativam os clientes, como provadores inteligentes e pagamento por autoatendimento. Além disso, os recursos de IoT fornecerão insights em tempo real para oferecer suporte à operação, reduzindo custos de processos e maior aderência às questões de sustentabilidade”, afirma Antenor Nogara, Country Manager HPE Aruba Networking.


O executivo destaca que a transmissão ao vivo de lojas físicas para o público online se tornará mais comum à medida que as marcas procurem criar a próxima etapa do showrooming.


“Oferecer essas experiências de ‘bastidores’ ajudará a alimentar o apetite do consumidor por um toque mais pessoal e uma conexão mais estreita com a marca local, permitindo que os varejistas aproveitem ao máximo seus espaços físicos”, diz.


Opções de entregas sob demanda


Outra tendência que tem crescido rapidamente é a expectativa do consumidor para opções de entrega sob demanda, com mudança de horário e flexibilidade de localização.


Segundo o estudo, varejistas e mercearias adotarão uma abordagem cada vez mais híbrida para atender pedidos, oferecendo soluções de entrega tradicionais juntamente com dark stores, centros de microatendimento, locais de coleta de produtos na loja e entregadores sob demanda.


“O uso de serviços avançados de geolocalização e até de lojas móveis dará aos varejistas a chance de levar o ponto de venda diretamente para a casa ou local de trabalho do consumidor”, afirma Gustavo Koplin, Territory Manager da HPE Aruba Networking.


Para Koplin, o aumento na automação e tecnologias preditivas dá suporte às operações logísticas, ajudando a acompanhar o estoque com mais precisão e atender às demandas do consumidor em tempo real.


“Robôs inteligentes implantados em armazéns e centros de distribuição tornarão as operações mais inteligentes, deslocando o varejo sob encomenda para o mainstream e reduzindo o desperdício e o excesso de inventário como resultado”, diz.


Além disso, Koplin reforça que os varejistas precisarão investir mais em soluções de tecnologia de back-end para oferecer suporte a experiências de realidade misturada rápidas e contínuas que são unificadas em locais digitais e físicos.

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page