top of page

Perdas caem 20,62% nas farmácias


As farmácias foram o setor do varejo com maior maturidade na área de prevenção de perdas, como mostra a 7ª Pesquisa Abrappe


A 7ª Pesquisa Abrappe de Perdas no Varejo Brasileiro, realizada pela Associação Brasileira de Prevenção de Perdas (Abrappe), em parceria com a KMPG, contou com a participação das maiores empresas do varejo do país.


De acordo com o estudo, o índice de perdas médio em 2022 era de 1,48% e subiu para 1,57% em 2023, um aumento de 6,08%, o maior em 7 anos. Ou seja, o setor perde ao equivalente a R$ 34.950 bilhões. Este valor representa o percentual de 1,57% sobre as vendas líquidas do varejo em 2023 que foi de R$ 2,23 trilhões. “Cresce muito a importância do investimento nesta área de prevenção de perdas. Além da contratação destes profissionais para melhor gestão do estoque e controle dos furtos. Pois todas essas consequências diminuem a competividade tendo reflexo na redução dos lucros e impactando o preço dos produtos para o consumidor”, afirma Carlos Eduardo Santos, presidente da Abrappe.


Varejo farma


“Um dos setores que tiveram destaque foi o varejo farma, por maior maturidade na área de prevenção de perdas e pouca rotatividade desses profissionais”, diz Carlos Eduardo. De 2022 para 2023, segundo a pesquisa, as farmácias tiveram uma queda de -20,62% nas perdas. “Talvez o número mude neste ano, pois sabemos dos furtos por causa do Ozempic que virou a febre do momento”, explica o presidente da Abrappe.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page