top of page

RDSaúde quer 100% de suas farmácias com energia renovável em 2025


A RDSaúde tem 75% de suas farmácias com energia renovável. Mas a rede, composta pelas bandeiras Raia e Drogasil, não está satisfeita e assumiu a missão de levar a transição energética para todos seus PDVs até o ano que vem. As informações são da Exame.


Atualmente, 2.240 lojas são alimentadas com energia limpa por meio de uma parceria com a Engie fechada há cinco anos. Ao todo, 54 usinadas espalhadas pelo país oferecem a geração distribuída para as unidades da varejista.


Segundo o diretor de patrimônio da companhia, Milton Alvim Jr., mesmo com a meta de abrir entre 280 e 300 lojas por ano em 2024 e 2025, todo o portfólio da companhia será atendido pela energia limpa.


Farmácias com energia renovável e mais sustentáveis


Há cinco anos em funcionamento, o plano de tornar as farmácias da RDSaúde mais sustentáveis é ainda mais antigo, de 2014. Em uma reunião sobre quais ações se tomar nesse sentido, veio a ideia de implementar a energia renovável.


O primeiro passo nesse sentido foi realizado em uma unidade piloto em Minas Gerais, onde foram adotadas placas solares. Mas, com a liberação da geração distribuída no Brasil, capilarizar a iniciativa se tornou mais simples.


“No meio da fase piloto, os projetos de geração distribuída foram liberados no Brasil. Com isso, não precisaria ter nos pontos de consumo a geração de energia. Em 2015, foi assinado o primeiro contrato, com a construção da primeira usina solar, ainda em Minas”, relembra o executivo.


Rede tem investido em ESG


Nos últimos meses, a RDSaúde tem prestado especial atenção ao ESG. Em fevereiro, por exemplo, a rede de farmácias doou R$ 1 milhão para uma iniciativa em saúde mental.


A ação foi realizada por meio do programa Juntos pela Saúde, do BNDES. Além do montante doado pela varejista, o banco de desenvolvimento aportou mais R$ 1 milhão para ampliar o alcance da ferramenta mantida pela organização.


Com o investimento, a ImpulsoGov levará sua Plataforma de Indicadores de Saúde Mental para dez novas cidades nas regiões Norte e Nordeste. Com o sistema, os profissionais de saúde conseguem monitorar e aprimorar o cuidado oferecido à população neste sentido.


Por: Cesar Ferro

Posts recentes

Ver tudo

O consumidor brasileiro hoje

O sentimento e os hábitos de quem consome no Brasil É a hora e a vez dos “consumidores zero”: eles buscam experiências de compra omnicanal, são menos fiéis a marcas, poupam enquanto se permitem alguns

Comments


bottom of page