top of page

Setor farmacêutico deve crescer até 10,5% em 2023

Por: Ana Claudia Nagao


O setor farmacêutico brasileiro tem mostrado um desempenho excepcional nos últimos meses, com resultados expressivos que apontam para um crescimento significativo ao longo do ano de 2023. Relatório produzido pelo IDV (Instituto para Desenvolvimento do Varejo) aponta aumento de 18% na receita nominal de vendas de medicamentos e artigos farmacêuticos no primeiro trimestre de 2023. As informações são do portal Pfarma.

De acordo com o Índice Antecedente de Vendas (IAV/IDV), elaborado com base nas projeções das empresas associadas ao IDV e apurado pela consultoria EY, o setor de artigos farmacêuticos, medicamentos e perfumaria registrou um crescimento de 18% no primeiro trimestre deste ano em comparação com o mesmo período em 2022.

De acordo com uma pesquisa realizada pela consultoria IQVIA para o varejo farmacêutico, a expectativa é de que o segmento cresça até 10,5% em 2023. Os resultados já alcançados no primeiro trimestre e em abril deste ano confirmam essa previsão e mantêm a expectativa de expansão de dois dígitos nos próximos meses.

Setor farmacêutico apresenta o maior crescimento em 2023

Dentre todos os setores analisados no relatório do IDV, o setor farmacêutico se destacou como o que apresentou o maior crescimento no primeiro trimestre de 2023. O mês de março foi particularmente favorável para o segmento, que alcançou o melhor resultado dos últimos anos, com um crescimento de 21,1% quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

Os bons resultados se estenderam para o mês de abril, no qual o setor de artigos farmacêuticos e medicamentos registrou uma receita de vendas 16% maior do que no mesmo mês do ano anterior.

Esses números expressivos são reflexo de um conjunto de fatores que têm impulsionado o crescimento contínuo do varejo farmacêutico. O governo federal estabeleceu um valor máximo de reajuste dos medicamentos em 5,6% para 2023, um valor inferior ao previsto no ano anterior, o que proporciona mais previsibilidade para as empresas e consumidores.

Além disso, desde o início deste ano, o Ministério da Saúde tem enfatizado o fomento da produção nacional de medicamentos como uma prioridade. Outro fator que contribui para o cenário positivo é a reformulação do Programa Farmácia Popular. Para 2023, o programa recebeu o menor orçamento da história, mas é esperada a uma reformulação que certamente vai impactar positivamente o setor.

Além dos medicamentos, também há boa perspectiva para as políticas relacionadas aos produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos (HPC) que também desempenham um papel estratégico no faturamento das farmácias. Há previsão de avanço desse setor com a reforma tributária, que promete promover a eliminação de entraves nas negociações internas e a redução de impostos.

Diante desses números promissores e do cenário favorável, o setor farmacêutico brasileiro segue fortalecido, evidenciando sua importância para a economia do país. Com um crescimento sólido e sustentável, impulsionado por diversos fatores favoráveis, as perspectivas para o restante do ano são animadoras, consolidando o setor como um dos mais resilientes e vitais da economia brasileira.

Sobre o índice antecedente de vendas

O Índice Antecedente de Vendas (IAV/IDV) produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento mensal das vendas do varejo e fornecem expectativas sobre o setor a partir das informações de receita reportadas pelas empresas associadas ao IDV. A variável investigada é a receita de vendas varejistas dos meses passados reportada pelas empresas, bem como a receita de vendas no varejo estimada para os três meses seguintes.

Para trazer maior representatividade setorial, também é divulgado o resultado ponderado, no qual é utilizado como peso a representatividade destes setores de acordo com a PMC (Pesquisa Mensal de Comércio) Ampliada, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Fonte: Panorama Farmacêutico

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page