top of page

Canais digitais e lojas reforçam vendas da RaiaDrogasil, a melhor em Comércio Varejista do Valor1000

Atualizado: 31 de ago. de 2023


Rede fideliza consumidores e amplia vendas on-line, mas busca se fortalecer no ambiente físico, com 260 novas farmácias por ano


O ano de 2022 marcou a consolidação da estratégia da RaiaDrogasil (RD) para fidelizar seus clientes, centrada na digitalização da relação com os consumidores. A penetração do digital no varejo da rede de farmácias está em 14,3%, segundo dados da companhia referentes ao segundo trimestre de 2023. No período, a receita bruta dos canais digitais foi de R$ 1,195 bilhão, com crescimento de 56,4% sobre o mesmo período do ano passado. No primeiro trimestre, último dado informado em balanço, os aplicativos e sites da companhia tiveram 118,7 milhões de acessos.


A lógica por trás do crescimento digital da RD é simples: os consumidores das soluções on-line têm mais engajamento, aumentam sua frequência de compra e, consequentemente, gastam mais com produtos e serviços das duas marcas. Um cliente pontual compra cinco vezes ao ano, enquanto um assíduo compra em média 21 vezes ao ano. Já o cliente assíduo e digitalizado alcança em média 26 compras ao ano, com tíquete médio superior aos demais. “Nossos clientes assíduos digitalizados gastam 28% a mais do que os clientes assíduos não digitalizados, o que torna a digitalização um vetor fundamental de criação de valor”, informou a RD no último balanço. Além disso, 60% das vendas digitais têm entregas na modalidade clique e retire, sem custo de entrega para a farmácia, em que os clientes vão às lojas físicas buscar os produtos. De acordo com os dados do segundo trimestre, 1,4 milhão de clientes são assíduos e digitalizados. Ao todo, são 47,5 milhões de consumidores ativos.


Mas não é só o digital que vem dando resultados para a companhia. A experiência multicanal – ou omnicanalidade – passa pela abertura de 260 farmácias no ano passado e pelo crescimento recorde de 13,3% nas lojas que já operavam no período. A empresa afirma que sua participação de mercado em nível nacional aumentou em um ponto percentual em 2022, para 15,1%. Entre janeiro e dezembro, o lucro líquido somou R$ 1,02 bilhão, alta de 26,2% em relação ao ano anterior, e o faturamento subiu 20,5%, para R$ 29,06 bilhões. O resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) teve incremento de 25,4%, para R$ 2,31 bilhões. O Ebitda ajustado de 2022, que atingiu R$ 2,26 bilhões, foi recorde.


Por: Marcela Marcos

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page