top of page

Expansão de supermercados de bairro impulsiona setor no Ceará


O setor de supermercados no Ceará tem apresentado um crescimento significativo. Desde 2020, a abertura de novas unidades tem superado a marca de 100 por ano. Segundo a Associação Cearense de Supermercados (Acesu), essa tendência positiva deve continuar. Apesar de não haver dados oficiais detalhados, a Acesu acredita que o número real de aberturas seja ainda maior, já que a associação monitora apenas seus 300 membros, que operam cerca de 600 lojas em todo o estado.


Nidovando Pinheiro, presidente da Acesu e diretor do Nidobox Supermercado, destaca o crescimento dos mercados de bairro, que possuem de um a cinco caixas de atendimento. Esses mercados têm se mantido competitivos devido aos menores custos operacionais.


Por sua vez, Sergio Bezerra, diretor executivo da Rede Uniforça Supermercados, compartilha da mesma opinião. No entanto, também menciona a entrada de grandes redes nacionais no mercado cearense, o que traz desafios e oportunidades.


“O mercado do Ceará está passando por uma fase de transição. Grandes redes estão descobrindo o Ceará e estão entrando com grandes investimentos. Por um lado, para a população cearense, isso é um bom momento, porque aumenta a perspectiva de novos empregos”, detalhou. “Porém, para o empresário cearense que está aqui há bastante tempo e que busca a solidificação com seu cliente, isso atrapalha muito, porque as grandes redes chegam com poder de barganha elevado e causam desalinhamento na concorrência”, completou.


Outro fator que tem impactado o setor é o aumento das apostas, que reduz a renda disponível para compras nos supermercados. Para enfrentar esses desafios, os supermercados têm diversificado seus serviços, oferecendo espaços para academias, salões de beleza e lavanderias dentro das lojas, buscando atrair mais clientes e aumentar o faturamento. Além disso, investem em tecnologias que facilitam o acesso e a fidelização dos clientes, como caixas de autoatendimento e descontos via aplicativos.


Durante o Apas Show em São Paulo, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Carlos Fávaro, destacou o papel do Brasil como o “supermercado do mundo”. Com isso, reforçou o potencial de referência do agronegócio brasileiro no cenário global.


Por: Janaína Sousa

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page