top of page

Farmácia da Venezuela busca expansão continental


A rede de farmácia da Venezuela, a Farmatodo, afirma que 2023 será seu ano de crescimento mais agressivo. Até dezembro, a varejista planeja abrir 20 novas lojas na América do Sul. As informações são do Portafolio.


De acordo com Juan David Izquierdo, diretor comercial do conglomerado, além das inaugurações, oito das drogarias já em funcionamento serão reformadas. “Viemos com resultados muito bons. Como companhia, nosso principal objetivo é manter o foco nos investimentos em expansão”, declara.


Atualmente, a farmácia da Venezuela conta com 89 PDVs, espalhados por seu país de origem, a Venezuela, e também a Colômbia, que será o principal palco do plano de expansão, “Temos o plano de expansão mais agressivo nesses 15 anos que estamos no país”, afirma.


Na entrevista a reportagem, Izquierdo afirmou que as expectativas da companhia para o ano são de manter o crescimento na casa dos dígitos.


Farmácia da Venezuela cresce, farmácia dos Estados Unidos puxa freio

Se a Farmatodo vê espaço para seguir expandindo sua atuação na Colômbia, a Walgrens decidiu frear sua expansão na América Latina. A rede estadunidense anunciou em maio a intenção de vender seu braço no Chile, a Farmacias Ahumada.


A partir do anúncio, a rede de drogarias passou a ser comanda por investidores locais, liderados pela empresa de gestão de ativos LarainVial. Os termos do negócio são sigilosos e a transação ainda necessitava de aprovação pelos órgãos responsáveis.


A expectativa é que a transação se complete até o fim do ano. Ao todo, a Farmacias Ahumada mantém 300 PDVs no país e emprega mais de três mil colaboradores.


Por: Cesar Ferro

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page