top of page
  • Exame

Mais um Oxxo? Rede chega a 500 lojas e quer crescer (mais) em São Paulo


Em entrevista à EXAME, o CEO Hugo Curiel explica a estratégia de expansão da Oxxo em São Paulo


A rede de mercados de proximidade Oxxo segue se multiplicando por São Paulo. A loja de número 500 foi inaugurada nesta terça-feira, 26, no bairro da Aclimação, na capital paulista.


Com operação 24 horas e sortimento de produtos de loja de conveniência incrementada com, por exemplo, pão francês, a rede é criticada por parte da população que defende os mercadinhos de bairro de pequenos empreendedores — que nos últimos anos estão sumindo e dando lugar a novos Oxxo.


Apesar disso, Hugo Curiel, CEO do Grupo Nós, detentor das marcas Oxxo e Shell Select, diz que a rede está no caminho certo com expansão acelerada.


"Consolidamos o conceito de proximidade ao dia-a-dia dos nossos clientes e, com isso, nos tornando um bom vizinho", diz o executivo.


Há pouco mais de três anos no Brasil, a marca que se pronuncia ó-qui-sô está presente em 15 dos 645 municípios do estado de São Paulo. De acordo Curiel, a rede não pretende avançar para outros cantos do país até esgotar as oportunidades no estado.


"Não descartamos futuramente a expansão para outros estados. Atualmente, porém, vemos muito espaço para seguir a expansão dentro de São Paulo", diz o CEO.


A Oxxo inaugurou 200 lojas no último ano, com destaque para entrada na Baixada Santista, que entrou no radar da companhia em outubro do ano passado e já conta 30 unidades.


"Até junho vamos chegar a 50 unidades na Baixada Santista e queremos entrar neste ano em outras regiões estratégicas dentro do estado com potencial para o formato de proximidade", diz.


Para 2024, a Oxxo quer seguir com mesmo ritmo (acelerado) de expansão e com unidades próprias. "Apesar de não descartar a possibilidade de abrir franquias no futuro, hoje, o foco de curto prazo é nas operações próprias", explica.


A Oxxo é uma das marcas do Grupo Nós, que nasceu da joint venture entre Raízen, licenciada da marca Shell, e FEMSA Comercio. Fundada em 1978 no México, na cidade de Monterrey, a marca conta com mais de 21 mil unidades na América Latina.


Vários Oxxos na mesma rua, faz sentido?


A rede de mercadinhos é conhecida por concentrar pontos de venda em ruas e avenidas com grande circulação de pessoas em São Paulo. O CEO da companhia explica que a estratégia de abrir várias lojas na mesma rua não é por acaso.


"Essa estratégia permite reduzir os custos de distribuição das mercadorias, que provêm de um único Centro de Distribuição, localizado em Cajamar, em São Paulo, tornando o negócio economicamente viável", explica.


A respeito da sustentabilidade do negócio, num contexto no qual redes como o Dia estão fechando lojas e pedindo recuperação judicial, Curiel diz que a companhia está feliz com os resultados.


"Nossos resultados estão dentro do plano de negócio criado durante a formatação da joint venture. As premissas de receita e margens validadas com os acionistas vêm sendo cumpridas desde o início e, por isso, continuamos acelerando a expansão", diz.


Por: Isabela Rovaroto

Posts recentes

Ver tudo

Komentarze


bottom of page