top of page

Pesquisa mostra equilíbrio do varejo farmacêutico no Brasil


O varejo farmacêutico no Brasil é o mais equilibrado da América Latina. É o que aponta o estudo Outlook 2023, realizado pela Close-Up International. De acordo com a pesquisa, o país é o que demonstra maior harmonia entre os diferentes nichos.


Realidade bem diferente vivem mercados como a Argentina, que tem 75% de suas farmácias como independentes. No Equador e Chile, ao contrário, 85% dos PDVs pertencem a redes.


O Brasil é o mais acirrado e comparável apenas com o paraguaio. Por aqui, 48% dos PDVs são independentes, enquanto 52% fazem parte de alguma rede.


Varejo farmacêutico vendeu mais de US$ 69 bilhões


Outro dado levantado pela Close-Up International diz respeito às vendas no varejo farmacêutico. Nos últimos 12 meses até agosto, o mercado movimentou US$ 69 bilhões (R$ 336 bilhões) na América Latina.


O montante representa um avanço de 11,6% em comparação com o mesmo período de 2022, quando o total comercializado ficou na casa dos US$ 62,2 bilhões, algo em torno de R$ 320 bilhões na cotação da época.


As farmácias de rede seguiram com o protagonismo, centralizando 57% dos negócios, mas perderam 1% de mercado, em comparação com os dados do ano passado.


Farmácias independentes cresceram mais


O ganho de mercado das farmácias independentes latinas se torna ainda mais sensível quando vemos o crescimento um terço superior que elas tiveram sobre as drogarias de rede.


Enquanto o empreendedorismo viu seu negócio avançar 12,9% no período, os nomes consagrados do mercado cresceram mais timidamente, apenas 8,5%.


Por: Cesar Ferro

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page