top of page
  • SBVC

Varejo: “clube das bilionárias” aumenta, mas regionais puxam alta


Ranking da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo é liderado pelo Carrefour. Faturamento das 300 maiores empresas foi de R$ 1 trilhão


Apesar de ainda “patinar” e não ter se recuperado desde a pandemia de Covid-19, o varejo brasileiro viu aumentar o número de empresas com um faturamento superior a R$ 1 bilhão. É o que mostra o principal ranking do setor, elaborado pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), divulgado nesta terça-feira (15/8), com dados referentes a 2022.


De acordo com o levantamento, que envolve as 300 maiores varejistas do país no ano passado, houve um número recorde de companhias que faturaram mais do que R$ 1 bilhão: foram 173, um acréscimo de 17 empresas em relação ao ano anterior.


Dos nove anos em que a pesquisa é realizada, essa é a segunda vez que mais da metade das varejistas que integram o ranking ultrapassam a marca bilionária em seu faturamento.


O crescimento nominal das maiores varejistas do Brasil, em 2022, foi de 20%, acima da expansão de 14% registrada, em média, pelo setor, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Segundo o ranking da SBVC, as 300 maiores empresas do varejo nacional fecharam o ano passado com um faturamento bruto de R$ 1,046 trilhão – alta de R$ 153,6 bilhões em relação a 2021. No ano anterior, esse incremento havia sido de cerca de R$ 100 bilhões.


Regionais impulsionam setor

Um dos destaques da pesquisa, no entanto, é o crescimento de grandes cadeias regionais – sejam empresas familiares ou com fundos como sócios. Entre esses exemplos, aparecem a Usaflex (do setor de calçados) e a PetLove (produtos para animais domésticos), dos fundos Riverwood e Kamaroopin.


Também se destacam na lista companhias que atuam em áreas do Centro-Sul do país, como a Cassol (materiais de construção), cuja sede fica em São José (SC).


A rede Novo Mundo (cadeia de eletrônicos localizada em Goiânia, coração do agronegócio brasileiro) teve crescimento de 12% em 2022, enquanto a Via, dona das Casas Bahia, praticamente ficou no zero a zero. O Magazine Luiza, por sua vez, avançou 5%.


Supermercadistas dominam

O principal destaque do levantamento sobre o varejo brasileiro continua sendo o desempenho das supermercadistas, que lideram o ranking.


Quase a metade (84) das 173 maiores redes do varejo atuam nessa área. A primeira colocação é do Grupo Carrefour Brasil, que ultrapassou os R$ 100 bilhões em vendas no ano passado (R$ 108 bilhões). Em seguida, aparece o Assaí, com R$ 59,7 bilhões.


O terceiro lugar na lista das maiores varejistas do Brasil é ocupado pelo Magazine Luiza (R$ 44,7 bilhões em vendas). Completam o “top 10” Via, Americanas, Raia Drogasil, Grupo Boticário, Natura, Grupo Mateus e Grupo Pão de Açúcar (ver lista completa abaixo).


As cinco primeiras colocadas somaram um faturamento de R$ 285,9 bilhões em 2022, o que representa 27,3% do faturamento total das 300 maiores empresas do país e 10,9% do faturamento do varejo brasileiro.


“Movimentos que já havíamos identificado anteriormente, como a consolidação dos marketplaces, a digitalização do comportamento dos consumidores e o reforço à governança, se solidificaram e passaram a dominar a estratégia dos negócios”, afirma o presidente da SBVC, Eduardo Terra.


Veja os principais destaques do ranking das 300 maiores empresas do varejo brasileiro:

  • As 300 maiores empresas faturaram R$ 1,046 trilhão em 2022;

  • Considerando as 207 empresas que divulgaram seus faturamentos brutos em 2021 e 2022, o crescimento anual foi de 20%;

  • O Carrefour é a maior empresa de varejo do país, com um faturamento de R$ 108 bilhões;

  • As cinco maiores empresas de varejo responderam por 27,33% do faturamento total das empresas listadas no ranking, somando R$ 285,9 bilhões;

  • As 10 maiores empresas de varejo responderam por 38,25% do faturamento total das empresas listadas no ranking, somando R$ 400 bilhões;

  • O número de empresas com e-commerce em operação subiu de 162 para 222 nos últimos três anos;

  • O setor com maior número de empresas no ranking é o de supermercados, com 152 representantes, dos quais quatro estão no top 10 do varejo;

  • O setor de moda, calçados e artigos esportivos, com 38 empresas, é o segundo com maior presença no ranking;

  • O Grupo Boticário é a empresa com mais lojas no Brasil, com 3.828 pontos de venda;

  • Das 300 varejistas listadas, 42 são de capital aberto, três a mais que na edição anterior do ranking. Embora sejam apenas 14% das empresas, elas respondem por 47,8% do faturamento total das 300 maiores empresas;

  • O setor de moda, calçados e artigos esportivos é o que tem mais empresas de capital aberto (13 empresas).


Veja o ranking das 10 maiores varejistas do Brasil:

  1. Grupo Carrefour Brasil: R$ 108 bilhões (vendas em 2022)

  2. Assaí: R$ 59,7 bilhões

  3. Magazine Luiza: R$ 44,7 bilhões

  4. Via: R$ 39 bilhões

  5. Americanas: R$ 34,4 bilhões

  6. Raia Drogasil: R$ 30,9 bilhões

  7. Grupo Boticário: R$ 23,6 bilhões

  8. Natura&Co R$ 20,7 bilhões

  9. Grupo Mateus: R$ 20,4 bilhões

  10. Grupo Pão de Açúcar: R$ 18,4 bilhões


Por: Fabio Mattos

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page