top of page

Varejo farmacêutico: 8 em cada 10 lojas do Brasil são micro e pequenas empresas


Esse número é superior ao de empresas abertas no mesmo período de 2019


O varejo farmacêutico continua em expansão no Brasil. um levantamento feito pelo Sebrae, a partir de dados da Receita Federal, mostra que existem 122 mil farmácias no País. Desse universo, 84% são micro e pequenas empresas, sendo que mais de 4 mil delas abriram as portas no primeiro semestre deste ano. Esse número é superior ao de empresas abertas no mesmo período de 2019.


O período da pandemia do coronavírus foi responsável pelo maior número de abertura de lojas. No primeiro semestre de 2021, segundo ano da covid-19 no Brasil, foram abertas 5,8 mil farmácias contra 5,3 mil abertas em 2022.


“O segmento já era um dos que mais cresciam no país e gerava mais renda e faturamento antes da pandemia. Depois disso, esse setor não parou de crescer, pois ninguém deixou de comprar remédios. Em outros setores, os clientes desapareceram”, comenta o gestor do segmento de Saúde e Bem-estar do Sebrae, Flávio Barros.


Neste ano, as cidades que mais abriram farmácias (micro e pequenas empresas) foram Rio de Janeiro (173), São Paulo (111) e Brasília (96). Já em relação à quantidade geral de estabelecimentos ativos, São Paulo é o primeiro no ranking, com 4,5 mil unidades, seguido por Rio de Janeiro (3,6 mil) e Brasília (2,1 mil).


Farmácias já podem realizar mais de 40 exames clínicos

A resolução que atualizou as normas de coleta, exames e análises para o diagnóstico de doenças entrou em vigor nesta terça-feira, 1. Entre as mudanças está a autorização dada a farmácias e consultórios isolados para a realização de exames clínicos em etapa única, com caráter de triagem.


Até agora, as farmácias só eram autorizadas a realizar testes de covid-19 e glicemia. Com a mudança, a lista de exames clínicos para triagem passa de mais de 40 tipos, como o do antígeno NS1 para triagem da dengue, por exemplo.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page