top of page

Grupo Panvel apresenta crescimento de 11,8% na receita


Entre os destaques da divulgação de resultados do terceiro trimestre está o ganho de market share na região Sul


O Grupo Panvel apresenta novamente resultados positivos no terceiro trimestre de 2023, com receita acumulada nos nove primeiros meses do ano de R$ 3,5 bilhões, resultado 12,0% superior ao mesmo período do ano passado. No trimestre, a receita foi de R$ 1,2 bilhão, 11,8% maior que no terceiro trimestre de 2022. O EBITDA ajustado foi de R$ 56,6 milhões, com margem de 4,7% (+0,2 p.p.) e crescimento de 16,8% em comparação ao terceiro trimestre de 2022. Entre os destaques, está o ganho de market share na região Sul pelo 14º mês consecutivo e desempenho recorde, mais uma vez, dos canais digitais, com 20,7% de participação nas vendas. Tudo isso levou a um crescimento lucro líquido ajustado de 15,1%, que chegou a R$ 27,2 milhões no trimestre. O lucro societário neste mesmo período cresceu 29,6%, totalizando R$ 23,6 milhões.


“Em um contexto econômico desafiador para o varejo, de forma geral, somadas as catástrofes climáticas da Região Sul, que impactaram o potencial de vendas do período, apresentamos um desempenho positivo, com crescimento, ganho de participação e saúde de caixa”, avalia o CEO do Grupo Panvel, Julio Mottin Neto. Ele pontua também a forte base de comparação: o terceiro trimestre do ano passado foi marcado pelos efeitos de um reajuste de dois dígitos nos medicamentos e uma forte venda de itens e serviços relacionados à gripe.


O Diretor Financeiro e de Relações com Investidores do Grupo Panvel, Antônio Napp, reforça a segurança de a companhia se manter com uma dívida baixa. “Neste terceiro trimestre a gestão conservadora de caixa continuou a falar mais alto. Atingimos a relação Dívida Líquida/EBITDA de 0,8x, uma das taxas mais baixas do setor. Temos consistência para continuar investindo e crescendo, mesmo em um cenário econômico adverso”, aponta. O executivo destaca, também, a abertura de 37 novas lojas até o final do terceiro trimestre, em linha com o plano de expansão da companhia, que prevê 60 lojas em 2023.


Desempenho digital


A empresa mantém a posição de benchmark do varejo farma brasileiro quando se trata de desempenho no digital. A participação de 20,7% nas vendas representou crescimento de 43% em comparação ao 3T22.


“Temos o maior índice de clientes digitalizados da nossa história, alcançando 11,3%. Um número que vem acompanhado de upgrades em nossos serviços”, afirma Mottin. Um dos exemplos é a entrega, que já era a mais rápida do país: a companhia se desafiou a ter o diferencial da Entrega Turbo, lançada em Porto Alegre e que seguirá para outras capitais nos próximos meses. A modalidade garante a chegada dos produtos em até 30 minutos. “Nós também estamos investindo na digitalização dos times de loja, que se tornaram influenciadores em suas comunidades e estão cada vez mais próximos dos nossos clientes”, afirma Mottin. Atualmente, são mais de 70% das lojas embarcadas no social commerce, com mais de 28 mil postagens e 60 milhões de impressões, que ampliam muito a capacidade de comunicação e a conversão na oferta de produtos, serviços, cupons e promoções.


Destaque para higiene e beleza


A Panvel segue se diferenciando pelas categorias de Higiene, Beleza e Conveniência, o principal destaque nas vendas do terceiro trimestre, com crescimento de 21,9% em relação ao 3T22 e uma expansão de 3,3 p.p. de share dentro do mix. Esse resultado foi impulsionado principalmente por grupos como infantil (+36,5%), maquiagem (+18,6%), tratamento facial (+41,7%) e cabelos (+25,7%).


E, dentro do mix, a marca própria continua ganhando força: a venda de Produtos Panvel cresceu 18,2% em relação ao 3T22, alcançando participação de 7% no total das vendas do Varejo no 3T23. “Em relação ao mix de Higiene e Beleza, a marca própria alcançou uma representatividade de 17,4%, números que reforçam o posicionamento dos Produtos Panvel como diferencial do varejo farma brasileiro”, aponta Napp.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page