top of page

Grupo Panvel encerra 2023 acelerando vendas, expandindo margens e batendo novos recordes


Forte crescimento dos canais digitais, do EBTIDA e do Lucro Líquido contra forte base de comparação estão entre os destaques do período


O aumento das vendas nos canais físicos e digitais, aliado a importantes ganhos de produtividade nas despesas, levaram o Grupo Panvel a ter um forte resultado em 2023, em especial no último trimestre do ano. A receita bruta do Grupo Panvel, de R$ 4,8 bilhões, apresentou um aumento de 12,2% frente a 2022 e acelerou no quarto trimestre, crescendo 12,9% nos três últimos meses de 2023. O lucro líquido ajustado anual atingiu R$ 109,6 milhões, representando uma margem de 2,3% sobre a receita. No quarto trimestre, o lucro líquido também acelerou e cresceu 36% em relação a igual período de 2022, chegando a R$ 33 milhões.


Esses resultados são reflexo de uma estratégia que combina expansão de lojas físicas com sucesso e a melhor experiência nos canais digitais de todo o varejo farmacêutico brasileiro. Mesmo com a forte base de comparação com 2022, a rede de farmácias Panvel obteve crescimento de 43,8% nas vendas realizadas pelos seus canais digitais no 4º trimestre, que atingiram participação recorde de 20,4% das vendas totais do varejo. O resultado reforça a posição da Panvel como benchmark de canais digitais no varejo farmacêutico brasileiro, com o relevante market share de 53,7% do e-commerce na Região Sul do país, conforme dados do IQVIA, e com a entrega mais rápida do varejo farmacêutico brasileiro, com capacidade de entrega em até 30 minutos em várias localidades.


“O ano de 2023 vai ficar para a história da Panvel. Tivemos uma série de recordes de resultados, fruto de uma estratégia bem-sucedida de crescimento, de eficiência e entrega de valor para os nossos clientes, que estão no centro do nosso negócio, e para os acionistas, que reforçaram a aposta na Panvel desde o follow on realizado em 2020, quando surgiu uma nova companhia com um robusto plano de expansão. Tudo o que conquistamos também é fruto do trabalho e dedicação dos nossos 10 mil colaboradores, a quem só temos a agradecer”, afirma o CEO do Grupo Panvel, Julio Mottin Neto.


Dentro dos vários recordes atingidos, no 4T23 a Panvel alcançou a maior venda média por loja da sua história: R$ 670 mil/mês por filial. Esse desempenho reforça duas tendências: o bom desempenho das lojas já existentes (chamadas de lojas maduras), bem como a rápida maturação do parque de lojas novas (com menos de 3 anos), que representam quase 30% da base total instalada. A companhia também realizou no ano o maior número de aberturas de lojas líquidas da sua história, no total de 44, encerrando 2023 com 600 filiais.


Essa combinação de resultados se reflete no avanço de 0,4 p.p. de market share na Região Sul do país, com participação total de 12,7% e ganhos em todos os estados (RS +0,3 p.p., SC +0,8 p.p. e PR +0,4 p.p.).


“Desde o follow on ocorrido em 2020, a Panvel vem realizando todas as entregas dos compromissos assumidos com os acionistas. Mesmo com as novas aberturas de lojas, elevamos as margens de EBITDA com ganhos de produtividade e incrementamos o lucro líquido. A captura de cada vez mais participação no mercado da Região Sul e a forte expansão digital mostram que temos um longo caminho de crescimento pela frente”, afirma o diretor financeiro e de RI do Grupo Panvel, Antônio Napp.


Os movimentos de expansão física e digital, aliados à qualidade de atendimento e de serviços, impulsionaram a base de clientes da Panvel. No ano, foram mais de 6,7 milhões novos clientes, crescimento de 42,4% da base cadastrada, encerrando 2023 com mais de 22 milhões de clientes em sua base.


Produtos Panvel


Pilar estratégico e um dos diferenciais da companhia no mercado, os produtos Panvel, que compõe a marca própria da rede de farmácias pioneira nesse segmento e com a maior participação de venda no setor, tiveram crescimento nas vendas de 16,9% em relação ao quarto trimestre de 2022, alcançando uma participação de 7,9% no total comercializado pelo varejo no período. Em relação ao mix de Higiene e Beleza, a marca própria alcançou uma representatividade de 17,8%, números que reforçam o posicionamento dos produtos Panvel como benchmark do varejo farma brasileiro.


Ecossistema de saúde


Por meio do Panvel Clinic, a Panvel consolida-se como um Hub de Saúde, com os mais diversos serviços disponíveis em suas lojas. No ano de 2023, excluídos os itens relacionados à Covid, o crescimento da venda de serviços nas lojas da Panvel foi de 28% em relação ao ano anterior, consolidando especialmente a sua liderança em serviços de vacinação na Região Sul do país. “Somos líderes em serviços de vacinação na região Sul e cada vez mais identificados como local para tratar os mais diversos assuntos relacionados à saúde. Os clientes desses serviços apresentam um ticket médio e uma frequência significativamente maiores do que os clientes comuns”, informa Napp.


A rede abrange hoje mais de 368 salas dedicadas à realização de exames, além de uma estrutura que engloba 92 salas de vacinação, na Região Sul e na cidade de São Paulo. Entre os exames oferecidos estão os relacionados à gravidez, fertilidade, tireoide, hepatite, colesterol, hemoglobina glicada e dengue. O portfólio é constantemente ampliado com importantes itens, como a vacina da dengue, por exemplo.


Destaques Financeiros


O EBITDA Ajustado da Companhia, de R$ 68,657 milhões, cresceu 17,1% no 4T23, atingindo uma Margem EBITDA de 5,2%, uma evolução de 0,2 p.p. No ano, o EBITDA aumentou 14,9%, chegando a R$ 233,018 milhões, com uma margem 4,9%, o que representou uma evolução de 0,2 p.p. em relação a 2022. “Esses resultados refletem a consistência de nossa estratégia de longo prazo, que em 2023 nos entregou avanços importantes em nossos pilares estratégicos com a renovação de recordes operacionais e alcance de novos marcos fundamentais para o nosso crescimento”, afirma o CEO do Grupo Panvel, Julio Mottin Neto.


Essa expansão da Margem EBITDA é fruto de um trabalho de diluição de despesas realizado pela companhia ao longo de 2023. Com o crescimento da venda média por loja/mês, maturação do parque de lojas e uma expansão com alto nível de acerto, a Panvel viu suas despesas com vendas diluírem 0,9 p.p. no 4T23 e 0,7 p.p. no acumulado do ano, representando 20,9% e 21,4% da Receita Bruta do negócio, respectivamente. “Essa forte redução de despesas mais do que compensou a pressão na margem bruta, um movimento em linha com um de nossos principais compromissos do ano”, afirma o diretor financeiro e de RI do Grupo Panvel, Antônio Napp.


Os resultados operacionais e a gestão eficiente de caixa resultaram em um lucro líquido ajustado no quarto trimestre 36% superior ao mesmo período do ano passado, total de R$ 33 milhões, com margem líquida de 2,5% e expansão de 0,4 p.p.. No ano, o lucro foi de R$ 109,6 milhões.


Mesmo com cenário de investimentos e expansão acelerada, a empresa encerrou 2023 com o mais baixo nível de alavancagem do setor, de 0,6 x EBITDA. O resultado representa um diferencial competitivo no atual cenário macroeconômico do país e do segmento do varejo. Esse movimento vem acompanhado da manutenção da tendência da melhora do ciclo de caixa da companhia, com redução de sete dias na comparação ao quarto tri de 2022, reflexo da estratégia de alongar prazos de pagamento dos fornecedores e de manter um estoque equilibrado.


ESG


Todos esses resultados foram conquistados sem que a Companhia deixasse de lado parte importante de seu DNA, que é responsabilidade ambiental e social. Assim, em agosto de 2023 o Grupo Panvel lançou o primeiro Relatório de Sustentabilidade, destacando, entre outras iniciativas, energia renovável, com nove usinas operando e fornecendo energia limpa para 71% das filiais de rua, além de abastecer as instalações administrativas e centro de distribuição em Eldorado do Sul. Há empenho em expandir ainda mais esse compromisso, com a meta de atender 96% de nossas filiais de rua até o final de 2023.


Além do foco em energia renovável, a Companhia apoiou comunidades locais em momentos desafiadores. Após as enchentes causadas por um ciclone extratropical no Vale do Taquari, a empresa doou um total de 12.114 itens, incluindo medicamentos e produtos de higiene, num valor de R$ 637 mil. Os fornecedores também contribuíram com R$ 103 mil e 4.746 itens adicionais. Houve, ainda, a solidariedade dos clientes, que participaram ativamente da campanha “Troco Amigo SOS Vale do Taquari,” arrecadando mais de R$ 1 milhão. Os recursos provenientes dessa campanha estão sendo direcionados para apoiar a operacionalização do Hospital de Roca Sales e do Hospital Beneficente Nossa Senhora Aparecida, em Muçum. Desde sua criação, em 2010, o Troco Amigo já arrecadou mais de R$ 19,3 milhões, que foram repassados às instituições de saúde nas regiões de atuação da Companhia.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page